Criando raízes

Deus em toda Sua sabedoria e maravilhosa graça nos ajuda a entender, através de pequenas e grandes coisas, como devemos fazer para nos aproximar dEle – e lá nos manter.

Sabe as árvores? Então. Elas podem nos ensinar tantas coisas, como fidelidade e relacionamento. Acredite.

Em toda a Palavra de Deus podemos encontrar o Pai ensinado algo e usando árvores de exemplo. Mas de que maneira isso se assemelha ao que devemos viver com Ele?

A partir da semente lançada na terra, aquela árvore que está pra crescer está comprometida com o solo e com o ambiente onde resolveu ficar. Ela precisa da terra, ela precisa da água.

Quando a semente encontra o que precisa, ela retribui com seu crescimento e cria raízes para poder, com força, desenvolver tudo que há dentro de si.

“O Reino de Deus é semelhante a um homem que lança a semente sobre a terra. Noite e dia, quer ele durma quer se levante, a semente germina e cresce, embora ele não saiba como.” Marcos 4:26-27

Mas a natureza tem suas surpresas, como fortes chuvas e ventos poderosos.

Quando a árvore já aponta na superfície, jovem, ainda sem tanta força em seu tronco, pode ser arrancada do solo por um vento impetuoso ou a tempestade inesperada. Isso só acontece porque ela ainda não tinha o que a sustentasse, suas raízes não poderiam segurá-la.

Mas e as grandes árvores? Aquelas com troncos robustos e enormes? Elas suportaram todas as adversidades, pois estavam fincadas na terra com raízes estáveis e resistentes que suportaram tudo o que apareceu. E assim, pode crescer e dar frutos.

“A árvore cresceu tanto que a sua copa encostou no céu; era visível até os confins da terra.” Daniel 4:11

Nosso relacionamento com Deus é assim. Um dia tudo começou como uma semente que você decidiu plantar no solo do jardim do Pai. Mas lá também chove, lá também há escassez. Por isso, é importante que você sempre esteja atento para regar e cuidar de sua futura árvore (e uma forte relação com o dono do jardim); para que no dia que a tempestade vier sua plantação não sofra.

Estamos acostumados a plantar a semente, mas não queremos cuidar dela para que germine e cresça. E no primeiro vento, temos todos os nossos planos arrancados da terra.

E nos cansamos. E temos que começar de novo. E de novo. E de novo. Mas nunca somos fortalecidos porque não deixamos que nossas sementes criem raízes na terra de Deus.

“Mas quando saiu o sol, as plantas se queimaram e secaram, porque não tinham raiz.” Marcos 4:6

Volte para o jardim todos os dias e regue sua semente para que ela se torne uma árvore, uma árvore de bons frutos.

“Considerem: uma árvore boa dá bom fruto; uma árvore ruim, dá fruto ruim, pois uma árvore é conhecida por seu fruto.” Mateus 12:33

Quanto mais forte sua árvore estiver, mais raízes haverão neste solo que a segurarão contra o mais impetuoso obstáculo na pior tribulação. Nada poderá te tirar do lugar que você decidiu fixar morada se você tiver o que o mantenha no lugar, pois você decidiu regar e permanecer em solo fértil para que seus ramos florescessem e seus frutos pudessem nascer.

“Se é santa a parte da massa que é oferecida como primeiros frutos, toda a massa também o é; se a raiz é santa, os ramos também o serão.” Romanos 11:16

Se você plantou uma semente na terra do Pai, insista nela. Regue todos os dias, cuide do solo, esteja atento. Mesmo que venha a peste, o vento, a chuva e o sol… lá você estará: apreciando o crescimento desse relacionamento com Deus e descobrindo o que é viver em Sua fidelidade e conhecer Seu amor.

“Sabemos que permanecemos nele, e ele em nós, porque ele nos deu do seu Espírito.”
1 João 4:13

Crie raízes.