O que falta?

Se você lê esse texto é porque está vivo. E se está vivo é porque tem promessas. Promessas de Deus. Promessas de Deus ainda não cumpridas.

Você conhece a história de Abraão? Nosso pai Abraão. Desde o primeiro momento que – ainda – Abrão apareceu na Bíblia, o Senhor já lhe chamou e faz muitas promessas, grandes promessas (Gênesis 12). Abrão atendeu ao chamado de Deus e seguiu o caminho por Ele determinado. Ao ler a história deste servo você se depara com uma característica: Abrão não questionava as ordens do seu Deus. Ele vivia o chamado, Ele vivia o que o Senhor lhe havia dito.

Deus dizia para ir, ele ia. Deus dizia para ficar, ele ficava. A direção era dada por Deus e Abrão concordava. E sempre edificando altares de adoração ao Senhor. Mas Abrão tinha falta de algo: um filho. Um filho para sua descendência. A descendência que o próprio Deus havia prometido.

O Senhor muda o nome de seu servo para Abraão, “porque por pai de muitas nações te tenho posto (Gênesis 17:5)”. O Senhor dividiu a história de Abraão com um novo nome, mesmo que significasse algo que ele não pudesse – ainda – ver e viver. Deus dá uma data (Gênesis 18:10). E Abraão não desanima, não questiona, não esmorece. Afinal, “existe alguma coisa impossível para o Senhor? (Gênesis 18:14)”. E vem Isaque, aquele que deu motivos para o riso (Gênesis 21:6). Seria o começo do cumprimento da promessa.

genesis18-14

Mas Deus provou seu servo. E Abraão sempre disposto disse “Eis-me aqui.(Gênesis 22:1)”. E o Senhor pediu aquilo que nós acreditávamos já ser de Abraão: seu filho.

Deus te fez promessas. Talvez elas ainda não tenham acontecido. Talvez você já tenha vivido o início da sua grande promessa. Mas agora você se tem perguntado “Deus, e tudo aquilo que o Senhor havia me dito? Onde está o cumprimento das Suas promessas?” E, assim, se sente estacionado, sem ir pros lados, pra trás e muito menos pra frente.

Mas você tem um Isaque. Você tem aquela conquista que levou tanto tempo e agora… e agora ela é sua. Aí está a diferença entre nós e Abraão. Abraão sabia que nada era seu, se não de Deus. E se algo havia sido pedido por Deus a Ele deveria ser entregue.

O que nos afasta do cumprimento das promessas são nossos apegos, prioridades e falsas possessões. Abraão decidiu por entregar Isaque, sem perguntar se Deus não queria uns quinze cordeiros no lugar ou até mesmo outra pessoa. Abraão disse “EIS-ME AQUI” e lá ele estava… Subindo o monte com seu filho que lhe perguntava onde estava o cordeiro para o sacrifício, e ele sabia que “Deus mesmo há de prover o cordeiro para o holocausto (Gênesis 22:8).

genesis22-14

Tudo que temos veio por intermédio do Senhor. Seja por conquista ou milagre, tudo veio da mesma fonte: o Abba! E certas propriedades nos serão pedidas, mas achamos que, por nos pertencer, não temos que entregar. Isso nos estaciona e impede que Deus possa seguir com Seu plano e cumprir o prometido.

Deus vendo o amor e devoção de seu servo o impediu de sacrificar seu filho e providenciou sim o cordeiro para o altar (Gênesis 2:12). Abraão deu o nome àquele lugar de “O SENHOR PROVERÁ (Gênesis 22:14)”, porque Deus não nos desampara nem no último instante. E o Senhor tendo jurado por Si mesmo “que por ter feito o que fez, não me negando seu filho, o seu único filho, esteja certo de que o abençoarei e farei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e como a areia das praias do mar. Sua descendência conquistará as cidades dos que lhe forem inimigos e, por meio dela, todos povos da terra serão abençoados, porque você me obedeceu” (Gênesis 22:16-18).

Deus confirmou Sua promessa ao ver a fidelidade deu seu servo Abraão.

Você entende? Você entende que talvez tenha um Isaque a ser apresentado para que você se torne pai de multidões? Você entende que a sua fidelidade pode ter sido colocada à prova quando acreditou que Deus estava te pedindo algo muito grande, algo que era seu? O que falta você entregar? O que falta ser devolvido para o Senhor? O que ainda é tão seu que não pode ser também de Deus? O que falta pra você crer que não há desamparo quando estamos caminhando na direção dada pelo Senhor?

Abraão nos ensinou a confiar. Confiar sem questionamentos ou represálias. Confiar sem reservas! Abraão, íntimo do Senhor, poderia tentar negociar, mas ele não sentiu que deveria, ele não acreditou que precisasse. Ele decidiu ouvir e seguir o seu mestre. Por amor. Por ser adorador. Por saber que o Senhor iria prover e cumprir sua promessa.

Para sempre.

Quando me deparo com alguém que escolheu viver e buscar por coisas que tem prazo limitado para durar me preocupo, porque existe alguém oferecendo por algo maior e melhor que não tem prazo de validade, é pra sempre. É difícil compreender, eu sei, mas Jesus nos presenteou com a liberdade e o direito de viver coisas eternas. Mesmo assim preferimos o que este mundo nos dá com a data de vencimento logo ali.

Jesus, o Cordeiro de Deus, escolheu morrer e ressuscitar para que você pudesse ser livre de todos os limites deste mundo. De todo os curtos e médios prazos e pudesse viver o longo, aliás, eterno prazo.

Nossa mente limitada (afinal, tudo que vivemos aqui tem começo-meio-fim) também limita o triunfo de Jesus na cruz. Mas não se permita esquecer. O sacrifício de Cristo teve validade ontem. O sacrifício de Cristo tem validade hoje. O sacrifício de Cristo terá validade amanhã. E depois de amanhã também. Portanto, Jesus continua triunfando sobre todos os limites deste mundo e assim o será para sempre. Ah, que lindo.

Há quem pergunte como Ele sabe o que é melhor para nós. Ele poderia saber pelo simples fato de ser Deus, mas não é só por isso. Ele passou pelo que você passa (e muito mais). Quando o Verbo vivo desceu do céu e se fez homem sentiu fome, frio, calor, sede, cansaço, vontade de rir e de chorar… sentiu aquela brisa gelada do vento batendo no rosto e também sorriu num por do sol… gente como a gente. Então Ele sabe sim o que é melhor para nós. E o melhor não está por vir, o melhor já está aí. O melhor já está aqui!

A vitória de Jesus nos permite escolher viver sua plenitude de alegria desde já, desde agora. E para sempre. Já experimentou? Você pode descobri-Lo agora, não deixe para amanhã. Não deixe para viver o “para sempre” de Deus daqui a pouco, viva neste exato momento para poder viver Suas maravilhas por mais tempo ainda e incansavelmente.

E por nosso Deus ser eterno sempre existirá algo novo a ser explorado. Sempre haverá pão fresco. Sempre haverá anseio por mais dEle e por mais de Seu amor. Não dá pra enjoar! E pra isso existem sonhos e tempo ilimitados. Caramba, Ele pensa em tudo! rs É impossível não desejá-Lo e amá-Lo. Deus tremendo! Cordeiro eternamente vitorioso!

 

Pra que(m) se vender se você já foi comprado?

Certa vez uma frase compartilhada em uma rede social apareceu na minha timeline e eu nunca mais a esqueci: “as pessoas sabem o preço de tudo, mas não sabem o valor de nada” (desconheço o autor). Essas palavras fazem sentido pra você? Pra mim quase gritam! O mundo nos oferece “passaportes” para ingressar no mundo do luxo, dos negócios, do poder, do amor e do que mais você imaginar. Estamos cercados de oportunidades para nos vender e alcançar uma meta ou o que o mundo determina como “sucesso”. E será que você tem aceitado essa barganha? Será que você está “comprando” ou “vendendo” nessas condições?

A sociedade prega nas entrelinhas que se deve ter para ser e nós, na maioria das vezes, acreditamos nessa bobagem. Se trabalhar em tal empresa será admirado por seus amigos, se comprar tal carro seus familiares te respeitarão, se cursar em determinada faculdade terá muito mais prestígio entre os colegas de trabalho, se se entregar como prova de amor terá fidelidade eterna de quem só tem te machucado, e por aí vai… Você já viu ou viveu uma situação como essa? Pois é, isso é o mundo dizendo que você tem um preço. Mas eu tenho uma coisa pra te contar. Você tem um preço mesmo, só que ele já foi pago.

"está consumado." João 19.30

“está consumado.” João 19.30

O seu preço foi pago quando Deus te escolheu antes da fundação do mundo (Efésios 1.4). Quando Deus te amou tanto que enviou Seu único filho para que você não precisasse morrer, mas crendo pudesse receber a vida eterna (João 3.16). Quando Deus, nosso Pai, O enviou como o Cordeiro que tira o pecado do mundo (João 1.29). Quando Jesus, como ovelha muda, se entregou (Isaías 53.7). Quando Deus te fez mais que vencedor em Cristo (Romanos 8.37). O seu preço foi pago lá na cruz, quando Jesus disse “ESTÁ CONSUMADO!” (João 19.30).

O mundo pode dizer que você custa determinado preço, mas só Jesus sabe seu valor porque foi Ele mesmo quem pagou, à vista! Portanto não se venda, por preço algum. Porque você é mais valioso do que se pode imaginar. Este mundo não tem dinheiro suficiente para pagar por você.

Quando algo ou alguém te disser “compre” ou “venda”, lembre-se de que você foi comprado por um alto preço para ser livre, e não escravo das condições deste mundo (I Coríntios 7.23). Nada é melhor do que ser livre em Cristo Jesus (Gálatas 5.1), e não depender das opiniões impostas por homens . Viva pela graça, amor, alegria e paz que o Espírito Santo de Deus nos dá (Gálatas 5.22-23) e não haverá espaço para as coisas deste mundo, que passam num piscar de olhos.

Coma o que é bom. Se abasteça do que é eterno. Pense nas coisas do alto. Ande com e no Espírito. Seja livre, já está consumado!

 

Você tem se alimentado do que é bom?

Há alguns dias estava conversando com Deus sobre alguns descontentamentos em minha vida e fui levada a ler uma passagem que tenho na memória, que já li e tornei a ler por diversas vezes. Mas como tudo na Palavra do Senhor se renova, dessa vez ela me impactou de uma maneira diferente, como se eu nunca tivesse lido.

No livro de Isaías, Deus diz “Venham, todos vocês que estão com sede, venham às águas; e, vocês que não possuem dinheiro algum, venham, comprem e comam! Venham, comprem vinho e leite sem dinheiro e sem custo. Por que gastar dinheiro naquilo que não é pão e o seu trabalho árduo naquilo que não satisfaz? Escutem, escutem-me, e comam o que é bom, e a alma de vocês se deliciará na mais fina refeição. Dêem ouvidos e venham a mim; ouçam-me, para que sua alma viva. Farei uma aliança eterna com vocês, minha fidelidade prometida a Davi.” (Isaías 55.1-3)

Deus me fez entender através desta passagem que eu ainda tenho perdido tempo comendo coisas que não me alimentam, que não saciam, que não trazem satisfação. Deus me fez olhar pra dentro e analisar minhas prioridades, com o que realmente tenho investido meu “dinheiro” e “trabalho árduo” e se essas prioridades são as mesmas que Ele tem para a minha vida.

isaias55.3

A maioria de nós leva uma vida secular que toma a maior parte do nosso dia e esta vida nos obriga a ter, a comprar, a conquistar, a ser. Mas será que algumas destas cobranças estão nos caminhos que Deus tem pra você? Não, não estou aqui para dizer que você deve abandonar seu emprego e estudos, porque Deus pode te usar exatamente onde você está, mas quero te lembrar que nem tudo o que ouvimos sobre o verdadeiro sucesso pelo mundo afora é uma máxima absoluta e inquestionável.

Deus tem se preocupado com a “comida” que temos recebido, seja em casa, no trabalho, na faculdade e até na igreja. Ele não quer que sua visão seja limitada  ou sufocada por padrões humanos e você se esqueça que Ele tem muito mais… Ele te oferece vinho e leite sem custo algum!

Colocamos nossas metas e sonhos dentro da caixinha padrão de sucesso a qual estamos acostumados a ver e nem perguntamos pra Deus se é isso mesmo que Ele planejou. Neste mesmo capítulo de Isaías, Deus deixa claro: “Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos” (55.8) e mesmo assim insistimos em perder tempo com coisas passageiras invés de comermos e gastarmos o que temos com o que é bom, satisfatório e eterno.

Deus deseja ser nossa prioridade, pois tudo que queremos e precisamos está nEle. Ele é a fonte de todas as coisas (Colossenses 1.17). Mas para isso temos que buscá-Lo (55.6). E quando O encontrarmos seremos plenamente satisfeitos, sem risco de descontentamento, e sem aquele anseio de seguir padrões que o mundo impõe, pois a quem devemos e desejamos agradar também estará satisfeito em nós (Isaías 53.11).

 

Camila Amorim

Deus não depende do calendário, viu?

99d138757a1c3657e48d0ba4868d9d40

Quantas vezes você já ouviu ou até mesmo chegou a dizer, logo que Dezembro aponta no calendário, que “o ano já acabou”? E a tradicional “o ano só começa a andar depois do carnaval”? Pois é, eu também já ouvi e falei inúmeras vezes. Mas o problema não está apenas em falar frases como essas, mas sim, em limitar o poder de Deus achando que Ele só vai trabalhar nos meses úteis do ano.

Deus vive num tempo diferente do nosso. Enquanto estamos no Chronos, que é o tempo cronológico com dias, meses e anos, Deus habita no Kairós, que nós conhecemos como eternidade. E isso é uma excelente notícia, sabe por quê? PorqueDeus não tá nem aí pro seu calendárioe pras datas comemorativas que fazem o país “parar”. “Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”, declara o Senhor.” (Isaías 55.8) 

Este dias estava conversando com a minha mãe sobre certas mudanças que anseio pra minha vida, mas logo disse: “deixa pro ano que vem, porque em dezembro… esquece”! Mas meu amado e misericordioso Pai cruzou meu caminho com Suas ações que me mostraram que não é assim que Ele pensa. Deus está pronto para agir de 1º de Janeiro a 31 de Dezembro. 

Você tem promessas sobre sua vida não tem? E está esperando o que para buscá-las e para ver o Senhor realizá-las ainda este ano? “Assim como a chuva e a neve descem dos céus e não voltam para ele sem regarem a terra e fazerem-na brotar e florescer, para ela produzir semente para o semeador e pão para o que come, assim também ocorre com a palavra que sai da minha boca: Ela não voltará para mim vazia, mas fará o que desejo e atingirá o propósito para o qual a enviei.” (Isaías 55.10-11)

Meu apelo nesta mensagem é para que nem sua fé, nem seu anseio por estar perto do Senhor tire férias neste fim de ano. Ele tem planos e promessas pra você viver TODOS os dias, mas isso depende do teu comprometimento e fidelidade para com o Autor e Consumador da tua fé (Hebreus 12.2).

Ele é fiel, e todo poderoso muito mais que 365 dias por ano. E você pode todas as coisas nEle, porque Ele te fortalece! (Filipenses 4.13)

“Se podes? “, disse Jesus. “Tudo é possível àquele que crê. ” (Marcos 9.23) E no “tudo” tá incluso viver o ano todo! 😉

 

Camila Amorim