… E estou de pé.

Viver com Deus é aprender a depender única e exclusivamente dEle. E quando falamos em dependência somos imediatamente remetidos a pensar na provisão financeira, do alimento, do trabalho… mas depender de Deus é muito mais. É depender de Sua força para seguir em momentos difíceis e agarrar Sua paz quando nada mais faz sentido.

Depender totalmente do Pai é algo para se aprender e vivenciar todos os dias e um pouquinho de cada vez. Ainda bem que Ele nos ama incondicionalmente e é capaz de suprir toda e qualquer necessidade que possamos sentir nesse caminhar. Porque não é fácil. Nós queremos ter controle sobre tudo ao nosso redor, queremos do nosso jeito… mesmo que nossa fé insista em dizer que o jeito dEle é o melhor.

Mas existem coisas que você não pode iniciar, e muito menos tentar encerrar. Existem coisas que você não pode desfazer, e muito menos refazer. E é nesse momento que você percebe quão dependente é do Senhor. É nesse momento que você compreende o que é a “paz que excede todo entendimento”. É nesse momento que você percebe que tem um Pai cuidando de detalhes que você jamais enxergaria com seus próprios olhos.

e675ba4cbef8dac53f53ba9c7f038d4d

Há quem escolha confiar nos carros e cavalos (Salmo 20:7) do nosso tempo, mas eu há algum tempo aprendi a confiar no Pai das Luzes que não muda nunca (Tiago 1:17). Meu Pai e Senhor tem me ensinado na caminhada que por mais que eu tropece (muitas vezes por tentar controlar as coisas), eu nunca vou cair ou me encurvar diante da dor. A dor vem, mas eu me levanto e estou de pé. Não porque eu sou forte ou de extrema sabedoria, mas porque escolhi confiar, depender e fazer menção ao nome do Senhor, o meu Deus (Salmo 20:8).

Obrigada, Pai. Porque contigo eu não me desespero (Filipenses 4:17). Porque contigo sempre há um caminho (João 14:2). Porque contigo toda fraqueza se torna força (II Coríntios 12:10). Porque contigo toda dor se transforma em consolação (II Coríntios 1:4). Porque contigo existe vida, e é vida em abundância (João 10:10). Porque contigo tenho vestes de louvor em vez de espírito angustiado (Isaías 61:3). Que cada vez mais eu entenda o que é depender de Ti sem reservas… porque de nada vale reter algo para o Senhor.

Obrigada por me ensinar tanto, mesmo quando não tenho nada para te dar… só pedir. O Senhor é demais mesmo! ❤

 

Anúncios

Justiça, paz e alegria!

jutiça paz alegria romanos

Quando pensamos no que desejar prum novo ano logo palavras como amor, dinheiro, sucesso ou saúde vêm em nossa mente, mas apenas três de todas essas palavras que sempre carregamos conosco na hora de ir de um ano pra outro podem ser muito mais significativas que todas outras juntas “Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas JUSTIÇA, PAZ e ALEGRIA no Espírito Santo” (Romanos 14.17).

A justiça envolve fazer e desfrutar do que é certo, andar com integridade e ser reconhecido pelo Espírito da verdade que Jesus nos deu e que o mundo não pode receber e não conhece (João 14.17).

Paz é ter a convicção que não existe tribulação maior que o poder de Deus, é não se desesperar por coisa alguma e, mesmo que triste saber que é apenas uma estação e que a mão do Pai está cuidando de tudo para executar Sua boa, agradável e perfeita vontade (Romanos 12.2).

E a alegria vem a todo momento quando se está perto de Deus. Quanto mais você O conhece mais O reconhece nas grandes e pequenas coisa, afinal, Ele é mestre em cuidar dos detalhes e executar planos perfeitos! E o mais especial é poder transbordar essa alegria pra quem está ao seu redor… é contaminar ao próximo com a cultura do Reino.

Se você faz parte do Reino de Deus têm direito de usufruir de tudo isso, e vivendo estes três elementos você verá que não é mais preciso usar tantas palavras pra desejar coisas boas para um novo ciclo. Por isso, desejo a você um ano cheio de justiça, paz e alegria no Espírito Santo! 

FELIZ 2015! 🙂

Triste, mas sempre alegre!

Há quem acredite que: quem vive uma vida com Jesus só tem dias cor-de-rosa. Ou que se os dias estão mais pra uma cartela só em tons de cinza a preto é melhor deixar de andar com Ele. Bom, os dois pensamentos são equivocados.  Jó foi tão claro ao exortar sua esposa quando disse “Você fala como uma insensata. Aceitaremos o bem dado por Deus, e não o mal? ” (Jó 2.10) que eu já poderia parar por aqui, mas acho que vale prosseguir.

Quando aceitamos a Jesus nascemos para uma nova vida, mas no mesmo mundo. Esse mundo de inúmeras alegrias e prazeres, mas também um mundo de pesares e muita dor. A garantia que Jesus nos deu, além da vida eterna, é que mesmo que os dias ruins viessem (e eles vêm!) passaríamos por todos eles triunfando por meio do Seu poder, porque Ele já venceu! Quando passamos por marés baixas, parece que são tempos eternos… Os dias tristes são mais numerosos que os dias de alegria, mas nosso coração e mente não podem fixar morada aí.  “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16.33)

fc9d563bb26a6b5979d880d4f2f83a44

Na minha caminhada com Cristo tive dias tristes, mas pelo Seu infindável amor e inquestionável graça sempre estive feliz. Pode parecer esquisito dizer isso, mas dá pra ser feliz mesmo estando triste. Atenção: estar é diferente de ser, e às vezes a gente esquece isso. Eu aprendi a ser feliz com Cristo, porque Ele é a minha força e a minha alegria. Ele atende pelo nome de Deus de toda consolação (II Coríntios 1.3), então torna-se impossível buscá-Lo e não ter um retorno que aqueça o coração e diga que não é só isso, não são só esses momentos de angústia e dor que Ele preparou… e não são mesmo.

Ap. Paulo mesmo com um ministério sofrido só escreveu cartas de amor ao Seu Salvador e Sua igreja e, poxa, quantas coisas podemos reconhecer em suas palavras inspiradas pelo Espírito Santo de Deus. Quando ele achou que não dava mais pra aguentar tantos espinhos na carne, o Senhor lhe disse “A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” (II Coríntios 12.9a) E Paulo compreendeu “De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. (II Coríntios 12.9b-10).

E Davi também nos diz que “Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias. Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito. Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas.” (Salmo 34.17-19). É impossível caminhar com o Senhor e não ser socorrido por Ele na hora de toda e qualquer angústia, e não há um dia triste que não traga um legado de vitórias para os justos do Senhor porque com Ele NADA é em vão.

b51b1c7a0129a0a9689d935ef0fa3e25

“Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temer, mas receberam o Espírito que os adota como filhos, por meio do qual clamamos: “Aba, Pai”. O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus.
Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que também participemos da sua glória. Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada.” (Romanos 8.15-18)

Você pode estar pensando agora nos seus dias que podem estar tristes, mas quero te lembrar que eles nunca serão sempre assim. Nem aqui, e muito menos na glória, na tão esperada Sião! Podem ser noites de choro, mas serão manhãs de alegria (Salmo 30.5). Você pode se sentir fraco, mas é aí que o poder de Deus começará a agir em você e através de você. E eu creio, que mesmo vendo situações tão adversas e inesperadas ao seu redor, a alegria que só tem que conhece a Cristo, encherá seu coração e o seu rosto!  “entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo.” (II Coríntios 6.10) 

Sobre cumprir o que nos foi designado

A tarefa é simples: que amemos uns aos outros, assim como Cristo nos amou (João 15:12), mas a gente gosta de dar uma complicada nas coisas. Às vezes me espanto com a atitude tão sem amor das pessoas, mas logo depois me lembro que eu também sou assim. Amar vai muito além de simplesmente ter carinho ou gostar, ô se vai. Amar exige mais alguns atributos tão difíceis de praticar quanto, como: respeito, perdão, lembrar e esquecer.

A nossa capacidade em amar é tão pequena quanto o domínio (ou conhecimento, como preferir chamar) que temos sobre este nobre sentimento. Afinal, Deus é amor e para conhecê-Lo precisamos da eternidade. Mas para viver e praticar um mandamento tão básico como este, nosso amado Pai nos capacita a perdoar e enxergar no outro o que há de igual em nós, que podemos chamar de “mesma capacidade de erros e acertos”.

 

mais amor por favor

Você assistiu o último jogo da Copa com a nossa seleção? Considero um bom exemplo da prática – ou ausência da mesma – sobre aqueles atributos que comentei lá em cima. Nos primeiros jogos presenciamos uma nação inflamada, calorosa e peito estufado em favor deste time que nos representou. Mas bastou estes mesmos jogadores estarem mais fracos, sensíveis ou até mesmo errados para vermos, no lugar das palavras de afirmação e motivação, vaias, bandeiras queimadas e xingamentos absurdos. Falo sobre um acontecimento em grande escala, mas isto não lhe é familiar? Aquele melhor amigo que era tudo pra você, mas um dia falhou. Um amor que lhe traiu. Um parente que lhe abandonou. Ou até erros menores, como esquecer a margarina aberta (o que pra muita gente é inadmissível, haha) ou cometer erros ortográficos (é, pra mim é um pecado). Ou SEUS ERROS bem maiores. E nós simplesmente damos as costas ou as costas são dadas a nós.

 

Muita gente falando de amor e pouca gente sabendo amar

 

Nos esquecemos de um passado bom para recriminar alguém com um presente duvidoso. Não abrimos a caixinha do “perdão” porque nem encostamos nas gavetas do “respeito”, “lembranças” ou “esquecimento”. Porque para perdoar você precisa lembrar que também erra. Para perdoar você precisa esquecer as mágoas e dar preferência aos bons momentos (já vividos e que ainda virão). E para amar você precisa respeitar quem recebe seu sentimento para também ser respeitado, é mútuo. Para Deus não existem erros imperdoáveis quando há arrependimento, porém para nós, meros humanos existe uma extensa análise crítica de quadro a quadro e uma avaliação final para liberação ou não de perdão. Ai quanta dificuldade em amar…

Jesus em Seu caminhar descrito na Palavra nos ensina a praticar o amor em atitudes e menos falar, menos julgar… o Mestre nos mostra a importância das ações para com o outro e o olhar para dentro de si mesmo.  Quando nos olhamos pelos olhos de Cristo vemos que não somos essa maravilha toda que pensamos ser – inconscientemente, muitas vezes – comparado aos que estão ao nosso redor.

Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês. “Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho? Como você pode dizer ao seu irmão: ‘Deixe-me tirar o cisco do seu olho’, quando há uma viga no seu? Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão. (Mateus 7:1-5 )

Tenho pedido ao Senhor mais capacidade para cumprir o que Ele me designou: amar meu vizinho, meu chefe, meus professores, aquele vendedor mal humorado e o atendente do telemarketing (rsrs). Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar-nos uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor está aperfeiçoado em nós. (I João 4:11-12)

Não há nada melhor do que influenciar a vida de alguém (e não importa quem) com pequenas doses de amor, pois até no teu sorriso há sentimento. Quebre as pernas do mau humor, da crítica, da razão (já que ela não serve pra nada mesmo – Isaías 64:6) e do desrespeito mostrando a que veio e cumprindo as ordens do Mestre, porque assim conhecemos o amor que Deus tem por nós e confiamos nesse amor. Deus é amor. Todo aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele. (I João 4:16) 

 

O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor. (Romanos 13:10)

O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor. (Romanos 13:10)

Camila Amorim

Pra que(m) se vender se você já foi comprado?

Certa vez uma frase compartilhada em uma rede social apareceu na minha timeline e eu nunca mais a esqueci: “as pessoas sabem o preço de tudo, mas não sabem o valor de nada” (desconheço o autor). Essas palavras fazem sentido pra você? Pra mim quase gritam! O mundo nos oferece “passaportes” para ingressar no mundo do luxo, dos negócios, do poder, do amor e do que mais você imaginar. Estamos cercados de oportunidades para nos vender e alcançar uma meta ou o que o mundo determina como “sucesso”. E será que você tem aceitado essa barganha? Será que você está “comprando” ou “vendendo” nessas condições?

A sociedade prega nas entrelinhas que se deve ter para ser e nós, na maioria das vezes, acreditamos nessa bobagem. Se trabalhar em tal empresa será admirado por seus amigos, se comprar tal carro seus familiares te respeitarão, se cursar em determinada faculdade terá muito mais prestígio entre os colegas de trabalho, se se entregar como prova de amor terá fidelidade eterna de quem só tem te machucado, e por aí vai… Você já viu ou viveu uma situação como essa? Pois é, isso é o mundo dizendo que você tem um preço. Mas eu tenho uma coisa pra te contar. Você tem um preço mesmo, só que ele já foi pago.

"está consumado." João 19.30

“está consumado.” João 19.30

O seu preço foi pago quando Deus te escolheu antes da fundação do mundo (Efésios 1.4). Quando Deus te amou tanto que enviou Seu único filho para que você não precisasse morrer, mas crendo pudesse receber a vida eterna (João 3.16). Quando Deus, nosso Pai, O enviou como o Cordeiro que tira o pecado do mundo (João 1.29). Quando Jesus, como ovelha muda, se entregou (Isaías 53.7). Quando Deus te fez mais que vencedor em Cristo (Romanos 8.37). O seu preço foi pago lá na cruz, quando Jesus disse “ESTÁ CONSUMADO!” (João 19.30).

O mundo pode dizer que você custa determinado preço, mas só Jesus sabe seu valor porque foi Ele mesmo quem pagou, à vista! Portanto não se venda, por preço algum. Porque você é mais valioso do que se pode imaginar. Este mundo não tem dinheiro suficiente para pagar por você.

Quando algo ou alguém te disser “compre” ou “venda”, lembre-se de que você foi comprado por um alto preço para ser livre, e não escravo das condições deste mundo (I Coríntios 7.23). Nada é melhor do que ser livre em Cristo Jesus (Gálatas 5.1), e não depender das opiniões impostas por homens . Viva pela graça, amor, alegria e paz que o Espírito Santo de Deus nos dá (Gálatas 5.22-23) e não haverá espaço para as coisas deste mundo, que passam num piscar de olhos.

Coma o que é bom. Se abasteça do que é eterno. Pense nas coisas do alto. Ande com e no Espírito. Seja livre, já está consumado!

 

E quando o medo vem?

O medo, ah o medo. Tá aí uma característica comum entre todas as pessoas, né? Alguns o escondem para não “evidenciar” suas fragilidades e outros o escancaram com suas fobias. Eu chamo de característica porque não considero o medo um defeito, mas também não posso chamá-lo de virtude. Eu prefiro encarar o medo como um moderador em circunstâncias difíceis e inéditas. Mas quem nunca o sentiu como um limitador, não é mesmo?

O ser humano naturalmente teme o que não conhece, o inesperado, a falta de controle. Nós naturalmente queremos reger tudo ao nosso redor, afinal, é difícil ser pego de surpresa. Mas… e o que Deus tem a dizer sobre isso?

É normal sermos ansiosos e inseguros (derivações e alertas do próprio medo), mas será que isso tem sido maior que a confiança no Todo Poderoso a quem servimos? Será que de tanto olhar pro natural esquecemos que Ele é Deus para nos livrar e guardar?

Deus deixa claro que temos que aprender muito com Davi. Davi errou muitas vezes, mas nunca duvidou do poder de seu Senhor. Era a Ele a quem Davi temia e confiava, pois já havia vivido muitos livramentos. “…O Senhor que me livrou das garras do leão e das garras do urso me livrará das mãos desse filisteu” (I Samuel 17:37)Mesmo tão jovem e humanamente despreparado encarou um gigante com toda a ousadia do seu ser ao dizer “Você vem contra mim com espada, com lança e com dardo, mas eu vou contra você em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem você desafiou.” (I Samuel 17:45), pois ele sabia que o General estava indo a frente nesta batalha e não era pra perder porque com Deus NUNCA se perde.

Mas e quando o medo é daquilo que ainda não se sabe? Daquilo que ainda não se vê? “Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” (I Pedro 5:7). Isso é difícil, né? Quando se espera por aquela ligação para um novo emprego. Quando se espera por uma reconciliação de um relacionamento que te faz tanta falta. Quando se espera pela provisão. Quando se espera pela cura física ou daquela ferida que teima em não cicatrizar no coração. Basta olhar para a vida de Daniel (entenda mais sobre ele aqui), que mesmo sendo inocente foi jogado à morte na cova dos leões famintos, mas ele continuou firme na fé e esperou. Nosso Pai foi fiel e fez com que este felinos sossegassem e não tirassem nem um fio de cabelo do seu servo até ele ser resgatado.

Nas nossas vidas lidamos com inúmeros gigantes, invejosos que delatam contra nós para nos jogar numa cova que parece o fim. Até mesmo o nosso coração nos engana (Jeremias 17:9) e enfraquece fazendo com que a vontade de retroceder apareça, a vontade de desistir do sonhos e planos de Deus fique latente… Mas Jesus deixou um recado pra você em meio a essa tempestade: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.” (Mateus 11:28).

Ele nunca disse que seria fácil (João 16:33), mas Ele prometeu te ajudar em meio as dificuldades, prometeu aliviar teu fardo. “…Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mateus 11:29-30).

Nossas limitações são incontáveis, mas a boa notícia é que para Deus nada é impossível (Lucas 1:37)! Ele tem o bálsamo de Gileade para sarar (Oséias 6:1), Ele renova suas forças (Isaías 40:31), Ele é o socorro bem presente na hora da angústia (Salmo 46:1) e torre forte pra te guardar (Provérbios 18:10).

Mesmo que o desespero queira ter voz em sua vida nos momentos difíceis, encha seu coração daquilo que te traz esperança (Lamentações 3:21) e lembre-se da fidelidade e poder do Senhor. Porque as circunstâncias vêm e vão, mas Ele é o mesmo para sempre (Hebreus 13:8)!

 

Camila Amorim