Triste, mas sempre alegre!

Há quem acredite que: quem vive uma vida com Jesus só tem dias cor-de-rosa. Ou que se os dias estão mais pra uma cartela só em tons de cinza a preto é melhor deixar de andar com Ele. Bom, os dois pensamentos são equivocados.  Jó foi tão claro ao exortar sua esposa quando disse “Você fala como uma insensata. Aceitaremos o bem dado por Deus, e não o mal? ” (Jó 2.10) que eu já poderia parar por aqui, mas acho que vale prosseguir.

Quando aceitamos a Jesus nascemos para uma nova vida, mas no mesmo mundo. Esse mundo de inúmeras alegrias e prazeres, mas também um mundo de pesares e muita dor. A garantia que Jesus nos deu, além da vida eterna, é que mesmo que os dias ruins viessem (e eles vêm!) passaríamos por todos eles triunfando por meio do Seu poder, porque Ele já venceu! Quando passamos por marés baixas, parece que são tempos eternos… Os dias tristes são mais numerosos que os dias de alegria, mas nosso coração e mente não podem fixar morada aí.  “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16.33)

fc9d563bb26a6b5979d880d4f2f83a44

Na minha caminhada com Cristo tive dias tristes, mas pelo Seu infindável amor e inquestionável graça sempre estive feliz. Pode parecer esquisito dizer isso, mas dá pra ser feliz mesmo estando triste. Atenção: estar é diferente de ser, e às vezes a gente esquece isso. Eu aprendi a ser feliz com Cristo, porque Ele é a minha força e a minha alegria. Ele atende pelo nome de Deus de toda consolação (II Coríntios 1.3), então torna-se impossível buscá-Lo e não ter um retorno que aqueça o coração e diga que não é só isso, não são só esses momentos de angústia e dor que Ele preparou… e não são mesmo.

Ap. Paulo mesmo com um ministério sofrido só escreveu cartas de amor ao Seu Salvador e Sua igreja e, poxa, quantas coisas podemos reconhecer em suas palavras inspiradas pelo Espírito Santo de Deus. Quando ele achou que não dava mais pra aguentar tantos espinhos na carne, o Senhor lhe disse “A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” (II Coríntios 12.9a) E Paulo compreendeu “De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. (II Coríntios 12.9b-10).

E Davi também nos diz que “Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias. Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito. Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas.” (Salmo 34.17-19). É impossível caminhar com o Senhor e não ser socorrido por Ele na hora de toda e qualquer angústia, e não há um dia triste que não traga um legado de vitórias para os justos do Senhor porque com Ele NADA é em vão.

b51b1c7a0129a0a9689d935ef0fa3e25

“Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temer, mas receberam o Espírito que os adota como filhos, por meio do qual clamamos: “Aba, Pai”. O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus.
Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que também participemos da sua glória. Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada.” (Romanos 8.15-18)

Você pode estar pensando agora nos seus dias que podem estar tristes, mas quero te lembrar que eles nunca serão sempre assim. Nem aqui, e muito menos na glória, na tão esperada Sião! Podem ser noites de choro, mas serão manhãs de alegria (Salmo 30.5). Você pode se sentir fraco, mas é aí que o poder de Deus começará a agir em você e através de você. E eu creio, que mesmo vendo situações tão adversas e inesperadas ao seu redor, a alegria que só tem que conhece a Cristo, encherá seu coração e o seu rosto!  “entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo.” (II Coríntios 6.10) 

Anúncios